STJD oficializou a sua perseguição ao Grêmio

carol-17-12-16

Desta vez, Carol tinha autorização de estar em campo, segundo diretor jurídico do Grêmio. Foto: Autoria não identificada

Agora é oficial. Se ainda restavam dúvidas de que existe uma perseguição sistemática do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) ao Grêmio, essa indagação não cabe mais. A corte decidiu mais uma vez denunciar o Tricolor pela presença de Carol Portaluppi, filha do técnico Renato Portaluppi, no campo da Arena, dessa vez na comemoração do título da Copa do Brasil. Um absurdo que somente desgasta ainda mais a turma de pavões que comanda a justiça desportiva.

A diferença do primeiro caso ao atual é que desta vez, Carol não estava em campo durante o jogo – como ocorrera nos momentos finais da segunda partida da semifinal da Copa do Brasil contra o Cruzeiro –, aí sim algo passível punição como uma mera multa. O problema é que até quando STJD está certo em punir, acaba se escorregando com seus excessos e determinou a absurda perda de mando de campo na Arena na segunda partida final do torneio.

A alegação do STJD para exdrúxula pena foi de que a “invasão” de Carol poderia “macular ou trazer prejuízo ao espetáculo”, algo completamente insano. Por unanimidade, os auditores se basearam no artigo 213, parágrafo 1º do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê: “Quando a desordem, invasão ou lançamento de objeto for de elevada gravidade ou causar prejuízo ao andamento do evento desportivo, a entidade de prática poderá ser punida com a perda do mando de campo de uma a dez partidas, provas ou equivalentes, quando participante da competição oficial”.

A “invasão” de Carol nunca deveria ser levada como de “alta gravidade” – que tipo de ameaça física a jogadores e árbitros que ela representava? – e não deu prejuízo algum ao andamento da partida. A decisão dos auditores foi tão desproporcional que conseguiu indignar não apenas o Grêmio e a sua torcida, como também a imprensa e outros clubes. Humilhado, o tribunal acatou o pedido de “efeito suspensivo”, enquanto se analisava o recurso e a final voltou para Arena, onde o Tricolor se sagrou Pentacampeão da Copa do Brasil.

No entanto, a ânsia dos pavões do STJD em ficar no foco da mídia parece não ter fim e novamente denunciaram o Grêmio, pela “invasão” de Carol na comemoração do título da Copa do Brasil, ou seja, depois do jogo. A entidade citou o artigo 213, inciso II, que prevê “invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo”, com multa prevista entre R$ 100 a R$ 100 mil.. Segundo o diretor jurídico do clube, Nestor Hein, desta vez ela estava credenciada e autorizada a entrar no gramado.

A questão é se o STJD faria esse pente fino caso a Carol não fosse uma mulher famosa, constantemente noticiada em sites esportivos e de fofocas por conta da fama do pai. Além disso, cabe outra indagação: Será também que todos na festa de comemoração do Palmeiras no título do Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque, estavam autorizados a estar lá? Ou nas comemorações de títulos dos anos anteriores? Mas a Carol, por ser famosa, não pode.

Enquanto o STJD se preocupa com a Carol, a própria corte adota punições mais leves para casos muito mais graves, como a briga entre corintianos com flamenguistas e policiais militares no empate por 2 a 2 no Maracanã, entre Flamengo e Corinthians, no dia 23 de outubro pelo Campeonato Brasileiro. Devido ao incidente, 31 torcedores alvinegros foram detidos no Rio de Janeiro.

Depois de analisados os recursos, o Flamengo foi absolvido da pena de perda de um mando semiaberto e da multa de R$ 20 mil aplicadas em primeira instância, enquanto o Corinthians foi multado em R$ 20 mil e recebeu a pena de cinco jogos como mandante com o setor norte da Arena Itaquera fechado e cinco como visitante sem o direito a carga de ingresso. No entanto, a corte considerou a “invasão” de Carol mais grave, pois chegou a punir o Grêmio com a perda de mando de campo, algo sequer cogitado nesse caso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s